Nacional

Marco António acusa PS de desrespeitar "a ordem natural da democracia"

Marco António acusa PS de desrespeitar "a ordem natural da democracia"

O porta-voz dos sociais-democratas defendeu esta quarta-feira que segundo "a ordem natural da democracia" cabe a PSD e CDS-PP formarem Governo e acusou o PS de desrespeitar esse princípio ao procurar um acordo de governação com partidos à sua esquerda.

Em declarações aos jornalistas, na residência oficial do primeiro-ministro, em Lisboa, onde o PSD foi recebido a propósito da reunião Conselho Europeu desta quinta-feira, Marco António Costa disse querer "deixar a ordem natural da democracia bem expressa".

"Quem venceu as eleições foi a coligação [PSD/CDS-PP]. No âmbito daquelas que são as regras constitucionais, mas também da nossa democracia, caberá à coligação a responsabilidade de ser chamada a formar Governo", defendeu, acusando em seguida o PS de estar a negociar "em várias frentes políticas" com "um objetivo que não foi aquele que resultou das eleições legislativas".

Em nome do PSD, Marco António Costa manifestou "algum espanto" face a esse comportamento do PS, que apelidou de "um simulacro de negociações", e insistiu: "O que resultou das legislativas foi a ordem natural que eu referi no início. E, portanto, não vemos como é possível o PS estar neste momento a tentar desenvolver múltiplas negociações num frenesim negocial sem resultados objetivos".

Recomendadas

Conteúdo Patrocinado

Outros conteúdos GM