Opinião

"Multas de sangue"

Os Hospitais da Universidade de Coimbra (HUC) são procurados por doentes de toda a Região Centro e mesmo de todo o país, em função da sua reconhecida qualidade.

Porém, ir até aos HUC não é tarefa fácil para muitos doentes. Com regularidade os meus doentes queixam-se da enorme dificuldade de estacionamento e do tempo que gastam a procurar "um buraco" para estacionar, queixas ouvidas também a muitos profissionais de saúde que trabalham no hospital.

Não raras vezes e apesar de se deslocarem com ampla antecedência, os doentes chegam atrasados à consulta pelo tempo que perdem a estacionar e porque muitas vezes apenas o conseguem fazer longe do hospital, sendo frequentemente obrigados a estacionar em local proibido devido à falta de alternativa razoável.

Com alguma frequência, obviamente cumprindo ordens e aplicando a lei, encontramos a Polícia Municipal (PM) a multar as viaturas mal estacionadas de doentes e profissionais de saúde. Não critico a PM, a lei é a lei e deve ser cumprida. Mas custa-me deveras ver os doentes a serem multados por estacionarem de forma ilegal, é certo, mas até sem incomodarem ninguém. Deve ser particularmente desagradável a um doente, sabe-se lá com que grau de debilidade e tristeza em consequência da sua doença, e muitas vezes deslocando-se de longe, ser premiado com uma pouco simpática multa...

O que efetivamente critico é que, 30 anos depois da sua fundação, os HUC ainda não tenham conseguido resolver o problema do estacionamento, quer para profissionais quer sobretudo para os doentes, aqueles que se encontram numa situação mais frágil.

Por isso mesmo, estranha-se que a Câmara Municipal de Coimbra (CMC) e os HUC não desenvolvam esforços conjuntos para solucionar um problema da cidade e dos doentes, construindo um silo, em altura ou em profundidade, para aumentar a capacidade de estacionamento no perímetro do hospital e resolver definitivamente esta lacuna.

Decorrente desta dificuldade, são frequentes os engarrafamentos à entrada do hospital, não só à hora de ponta mas também sempre que algum imprevisto acontece, colocando até alguns problemas ao acesso de ambulâncias de emergência aos serviços de urgência do hospital.

Já houve vários projetos, nos quais se gastou muito dinheiro, e todos ficaram na gaveta... Porquê esta incapacidade?

Fica o apelo para que o estacionamento nos HUC seja rapidamente resolvido e que, até lá, a PM seja mais paciente com os pacientes... Certamente que a CMC não dependerá desta renda de multas, que são uma espécie de "multas de sangue", para o equilíbrio das suas contas.

Não é só nos HUC que o trânsito em Coimbra está doente, afetando não só a mobilidade dos doentes e o normal funcionamento do hospital, como também a saúde da própria cidade e a qualidade de vida dos seus habitantes.

* MÉDICO

Recomendadas

Conteúdo Patrocinado