"Não fujo da sombra de Mesquita"

 | 20/02/2013
Continuar, na Presidência da Câmara de Braga, a obra de Mesquita Machado, que acompanhou nos últimos anos - em empresas municipais e como vereador -, é o objetivo de Vítor Sousa, 53 anos, e líder do PS local.
 
"Não fujo da sombra de Mesquita"
foto Artur Machado/Global Imagens
Vítor Sousa

O PS ganhou as últimas autárquicas em Braga por pouco, tendo como candidato Mesquita Machado (MM). Juntando o desgaste do poder aos seus fracos níveis de notoriedade e o caso dos TUB (Transportes Urbanos de Braga), não é grande o risco de o PS perder a Câmara?

Não. O PS tem um percurso forte nestes 30 anos, assente num líder único, mas também num projeto em que participei muito. A minha garantia é continuá-lo.

Não teme que o caso TUB o persiga na campanha?

Se temesse não tinha assumido este desafio.

A sua candidatura dividiu muito o PS de Braga. A fação afecta a António Braga pode ser decisiva no resultado eleitoral?

O PS é um partido de valores nos quais se enquadram os militantes. As disputas internas são naturais. O PS não tinha, durante quase três décadas, vivido um momento assim - eu e António Braga protagonizamos uma história única no PS local, mas os nossos percursos são suficientes para nos mostrarmos unidos nesta batalha.

Ler Artigo Completo
 
 










Olhares sobre a violência no contexto familiar
 
1ª Liga
1|Sporting55
2|Benfica52
3|FC Porto49
4|Braga39
5|V. Guimarães32
6|P. Ferreira30
7|Rio Ave29
8|Arouca28
9|Belenenses28
10|V. Setúbal27
11|Estoril23
12|U. Madeira23
13|Moreirense23
14|Marítimo22
15|Nacional21
16|Boavista20
17|Académica18
18|Tondela10

Serviços


12º
HOJE, 14 de Fevereiro

Amanhã12º |
Terça13º |
Quarta13º |
Quinta12º |

 




Global Notícias - Media Group S.A. Todos os direitos reservados
Termos de Uso e Política de Privacidade |  Ficha Técnica |  Quem Somos |  Contactos |  Webmaster This website is ACAP-enabled
 
Email Marketing Certified by E-goi