Observatório acusa Segurança Social do Porto de violar direitos de utentes

27/12/2010
O Observatório dos Direitos Humanos considerou hoje, segunda-feira, que o Centro Distrital do Porto da Segurança Social "viola" os direitos dos utentes no atendimento e acompanhamento dos processos de inserção, atribuindo a situação à escassez de funcionários.
 
GI/Pedro Correia
Segundo o Observatório, o Centro Distrital do Porto da Segurança Social "viola o direito à segurança social e o direito a um mínimo de existência condigna"

No seu quinto relatório, o Observatório dos Direitos Humanos (ODH) sublinha que o Centro Distrital do Porto da Segurança Social "viola o direito à segurança social e o direito a um mínimo de existência condigna, ao não facultar aos seus utentes atendimento em tempo útil".

A estrutura desconcentrada da Segurança Social é acusada ainda de "não acompanhar de forma efectiva a execução dos programas de inserção associados ao rendimento social de inserção", contribuindo, deste modo, para "condená-los ao fracasso".

O aumento do número de planos de inserção assinados "não se traduz na maior reinserção social dos seus beneficiários, havendo apenas melhores resultados estatísticos sem efeitos práticos", ressalva o documento.

Atribuindo estas situações ao situações ao "insuficiente" quadro de pessoal do Centro Distrital, o ODH sublinha que os técnicos da Segurança Social "têm mais de 300 processos familiares atribuídos para apoiar e acompanhar, ficando indisponíveis para outras actividades como o apoio administrativo, atendimento dos utentes, visitas domiciliárias, formação, entre outros".

A falta de pessoal reflecte-se igualmente nos "longos tempos de espera" a que ficam sujeitos os utentes que contactam o centro telefonicamente.

A deslocação dos serviços não é alternativa porque "há listas de espera de quatro meses para marcar um atendimento a utentes, pelo que as situações de urgência não são devidamente atendidas".

Ler Artigo Completo
 
 
 
subscreva já
newsletter diária jn
Receba diariamente no seu e-mail a Newsletter do JN e alertas de última hora

 
 
Mais Nacional
01.04.15
Judite Sousa não está no pequeno ecrã, mas a direção de Informação da TVI informou, em comunicado, que tal se deve "a seu pedido" e em nome do seu...
01.04.15
Extensa e extravagante lista de pedidos do ex-apresentador de Top Gear durante a digressão do programa inclui bebidas espirituosas, jogos, consolas...
31.03.15
O primeiro prémio do concurso do Euromilhões, superior a 73 milhões de euros, vai para um único apostador que registou o boletim no estrangeiro.
31.03.15
A Comissão Nacional de eleições confirmou que o PSD/Madeira conquistou a maioria absoluta.
31.03.15
Em jogo, no primeiro prémio deste sorteio, está um jackpot de 73 milhões de euros.
Comentar
Caracteres Disponíveis: 750
Enviar Comentário
Obrigado! O seu comentário ficará visível dentro de momentos.
Ocorreu um erro. Tente novamente mais tarde.

Nota: Os comentários deste site são publicados sem edição prévia e são da exclusiva responsabilidade dos seus autores.
Consulte a Conduta do Utilizador, prevista nos Termos de Uso e Política de Privacidade. O JN reserva-se ao direito de apagar os comentários que não cumpram estas regras. Aparecer como anónimo - os dados (nome e-mail) são ocultados.
Os comentários podem demorar alguns segundos para ficarem disponíveis no site.

 


Controlinveste Conteúdos, S.A. Todos os direitos reservados
Termos de Uso e Política de Privacidade |  Ficha Técnica |  Quem Somos |  Contactos |  Webmaster This website is ACAP-enabled