Situação de seca extrema terminou em abril

04/05/2012
O Instituto de Meteorologia reportou, esta sexta-feira, que em abril houve um "desagravamento significativo" da seca meteorológica em Portugal, deixando de se observar situações de seca extrema, a mais grave, no território continental.
 
Gonçalo Villaverde/Global Imagens

Em comunicado, o Instituto de Meteorologia (IM) diz que, na sequência da ocorrência de precipitação, "no final do mês de abril, 59 por cento do território encontrava-se em seca severa, 39 por cento em seca moderada e três por cento em seca fraca".

A precipitação, cujo valor total foi de 76,6 milímetros, situou-se num valor próximo do normal para o mês de abril (78,9 milímetros).

Relativamente ao acumulado mensal entre outubro e abril, verificou-se que o valor registado neste ano hidrológico de 2011/2012 (404,3 milímetros) foi inferior ao normal registado no período de 1971/2001 (709,1 milímetros), embora tenha sido superior ao verificado em 2004/2005 (345,0 milímetros).

O IM refere ainda que, para maio, "o mais provável será que se mantenha a situação de seca meteorológica" em Portugal Continental, situação que pode agravar-se na região Sul.

 
 
 
subscreva já
newsletter diária jn
Receba diariamente no seu e-mail a Newsletter do JN e alertas de última hora
subscrever

 
 
 



Global Notícias - Media Group S.A. Todos os direitos reservados
Termos de Uso e Política de Privacidade |  Ficha Técnica |  Quem Somos |  Contactos |  Webmaster This website is ACAP-enabled