Mortos em acidentes de viação diminuíram 15,8 % em 2012

03/01/2013
Duas pessoas morreram, em média, por dia em consequência dos acidentes de viação em 2012, representando uma diminuição de 15,8% em relação a 2011, anunciou, esta quinta-feira, a Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária.
 
José Mota/Global Imagens

Segundo o balanço provisório da Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR), os acidentes rodoviários provocaram 580 vítimas mortais em 2012, menos 15,8 % do que em 2011, 2.033 feridos graves (menos 16,5%) e 35.727 feridos ligeiros (menos 10,1%).

A ANSR sublinha que a redução do total das vítimas registadas no ano passado proporcionou ao país uma poupança estimada em cerca de 215 milhões de euros em relação a 2011.

"É necessário recuar até à década de 50 para se encontrar um valor inferior a 600 vítimas mortais. Contudo, nessa época existiam cerca de 150.000 veículos ligeiros e pesados em circulação, enquanto o parque automóvel seguro, em 2011, era superior a 6.000.000 de veículos", destaca a ANSR.

A Segurança Rodoviária, que reúne dados da PSP e GNR, indica também que os distritos com maior número de vítimas mortais foram Lisboa (298), seguido do Porto (191) e Santarém (165).

Já os distritos que registaram menos mortos foram Viana do Castelo (45), Guarda (50) e Bragança (51).

Todos os distritos representaram uma redução no número de vítimas mortais, com exceção da Guarda e do Porto, sendo que Évora e Viana do Castelo foram os que registaram descidas mais relevantes, 54 e 35%, respetivamente, adianta a ANSR no balanço provisório do ano passado.

Ler Artigo Completo
 
 
 
subscreva já
newsletter diária jn
Receba diariamente no seu e-mail a Newsletter do JN e alertas de última hora

 
 
Comentar
Caracteres Disponíveis: 750
Enviar Comentário
Obrigado! O seu comentário ficará visível dentro de momentos.
Ocorreu um erro. Tente novamente mais tarde.

Nota: Os comentários deste site são publicados sem edição prévia e são da exclusiva responsabilidade dos seus autores.
Consulte a Conduta do Utilizador, prevista nos Termos de Uso e Política de Privacidade. O JN reserva-se ao direito de apagar os comentários que não cumpram estas regras. Aparecer como anónimo - os dados (nome e-mail) são ocultados.
Os comentários podem demorar alguns segundos para ficarem disponíveis no site.

 


Global Notícias - Media Group S.A. Todos os direitos reservados
Termos de Uso e Política de Privacidade |  Ficha Técnica |  Quem Somos |  Contactos |  Webmaster This website is ACAP-enabled