Gente

Antiga estrela infantil arrasa no "The Voice America"

Antiga estrela infantil arrasa no "The Voice America"

Alisan Porter, que protagonizou "A Pequena Endiabrada", filme de 1991, emocionou jurados e até fez com que Christina Aguilera se ajoelhasse a seus pés. Conheça a história dramática de Alisan.

Adam Levine, Christina Aguilera, Pharrel Williams e Black Shelton, os jurados do "The Voice" norte-americano, aplaudiram de pé a atuação de Alisan Porter, até ali uma desconhecida para todos. Contudo, foi com a história de vida da concorrente que os cantores ficaram surpreendidos.

O estrelato de Alisan remonta a 1991, com o filme "A Pequena Endiabrada", onde interpretou, com nove anos, o papel de uma órfã que, a par com o seu pai adotivo e sem-abrigo, sobrevive à custa de pequenas vigarices. Quatro anos antes, a agora concorrente de "The Voice" vencera o programa de talentos "Star Search", transmitido na televisão norte-americana de 1983 a 95 e onde também participara Christina Aguilera.

No entanto, Alisan não foi feliz no mundo do cinema, conseguindo apenas pequenos papeis em três filmes. Sem nunca alcançar o êxito de tempos passados, e entre projetos musicais com pouco sucesso, Alisan Porter decidiu participar na décima temporada do programa, que estreia na próxima segunda-feira nos Estados Unidos. A razão de só agora voltar a tentar prende-se com a prioridade de ser mãe e com a batalha diária contra o alcoolismo.

A primeira vez que Alisan falou sobre o seu vício foi no blogue The Lil Mamas, em setembro de 2014. "Olá, sou a Ali e sou alcoólica. Nunca me injetei com heroína num beco ou bebi até desmaiar (pelo menos não todos os dias) mas a minha história é a minha história". "O vício não se cinge às bebidas ou às drogas" e explica: alastra-se "à maneira como vês pessoas, como te tratas a ti próprio, como te sentes e o que achas que as pessoas sentem sobre ti, ao que fazes, ao que devias fazer mas não fazes."

Mãe de duas crianças, Ali, no mesmo texto, conta como vence a tentação diária: "agora que as coisas estão bem, querem saber o que começa a parecer uma boa ideia? Uma bebida! Vá lá! Eu era jovem... Eu estava triste... Eu não estava assim tão mal. Agora sou uma mãe! Mães bebem vinho!"

No entanto, o desejo é cortado pela própria, nas linhas seguintes. "A verdadeira história se eu bebesse o tal copo seria: depois do vinho iria querer um cigarro. Depois decidia que queria beber um pouco mais de vinho porque só estou um pouco tocada e eu quero ficar mais tocada. Depois decidia que queria ficar pedrada, mas só desta vez. Quer dizer, já estou a beber outra vez, portanto qual é o problema?! Após fumar erva, ligava aos meus amigos, entrava em conflitos sem razão, criava drama desnecessário porque sou muito importante. Depois teria epifanias sobre a vida e como eu conseguiria mudar o mundo. Então sentir-me-ia muito profunda. Depois muito esperta. Depois deus. Aí tomava um Xanax porque é muito difícil ser tudo isto. Depois desmaiava. Não iria ouvir o bebé a chorar a não ser que alguém me acordasse. Ia vomitar. Acordava sobressaltada com as pessoas que amo à minha volta a reprovar com a cabeça. Sentir-me-ia morta e só queria que chegasse o dia em que voltava a fazer tudo outra vez. Os meus filhos iriam perder a mãe deles, e pior, eu perdê-los-ia. Graças a deus não bebi o copo de vinho."

Quanto à performance, Adam Levine confessou que aquela "foi a atuação mais bonita, perfeita, apaixonante, e harmoniosa" que ele alguma vez tinha ouvido; "estou deslumbrado contigo, tu vais vencer o programa, e eu acredito que podes fazê-lo comigo." Já Christina Aguilera, ainda antes de saber da história de vida de Alisan, sentou-se aos pés da concorrente e, ao levantar-se, disse "não te esqueças de quem te adorou".

Conteúdo Patrocinado