Ciência

Morreu Norman Borlaug, pai da "revolução verde"

Morreu Norman Borlaug, pai da "revolução verde"

O cientista Norman Borlaug, Prémio Nobel da Paz em 1970, morreu hoje, domingo, aos 95 anos, no Texas.

Conhecido como o pai da "revolução verde", Norman Borlaug venceu o Prémio Nobel pelo seu trabalho no combate à fome mundial.

Kathleen Phillips, porta-voz da Texas A&M University disse que Borlaug tinha morrido pouco antes das 23:00 de sábado na sua residência em Dallas.

O comité Nobel distinguiu Norman Borloug em 1970 pela sua contribuição para as culturas agrícolas de alto rendimento e outras inovações no mundo em desenvolvimento.

Muitos especialistas sublinham que foi a revolução de Norman Borlaug que permitiu evitar a fome mundial na segunda metade do século XX.

Borlaug nasceu no Iowa e manteve-se activo até aos 90 anos em campanhas em que defendia a utilização da biotecnologia no combate à fome e trabalhando em projectos que visavam a redução da pobreza.

Conteúdo Patrocinado