Política

Marinho Pinto diz que "salário de 4.800 euros não permite padrões de vida muito elevados"

Marinho Pinto diz que "salário de 4.800 euros não permite padrões de vida muito elevados"

Marinho Pinto considera que o salário de 4.800 euros líquidos auferido enquanto bastonário da Ordem dos Advogados não permite um estilo de vida "muito elevado" em Lisboa. Sobre o salário dos deputados portugueses, o eurodeputado diz ser "baixo", em entrevista à Rádio Renascença.

As considerações feitas sobre os salários de titulares de cargos públicos seguem-se aos comentários feitos ao salário de um eurodeputado, cerca de 18 mil euros, que Marinho Pinto considera "obsceno".

Sobre os deputados portugueses, o antigo bastonário acredita que as remunerações devem alvo de debate no país, mas que os 3.515 euros brutos, incluindo despesas de representação, são um valor "baixo".

"Mas não são só os deputados. Os órgãos de soberania em Portugal são mal remunerados, a começar no presidente da república e a acabar nos juízes", afirmou.

Recomendadas

Conteúdo Patrocinado

Outros conteúdos GM