Polícia

Árbitro Pedro Proença agredido no Centro Comercial Colombo

Árbitro Pedro Proença agredido no Centro Comercial Colombo

O árbitro de futebol Pedro Proença foi agredido nesta segunda-feira com uma cabeçada no Centro Comercial Colombo, quando se preparava para jantar, depois de terminar o treino de ginásio, tendo sofrido ferimentos na boca e partido dois dentes.

"O indivíduo deve ter perdido a cabeça e, do nada, começou a agredir-me. Falou qualquer coisa do Benfica", explicou ao JN o árbitro internacional. "Tenho dois dentes para renovar".

Pedro Proença apresentou queixa contra o indivíduo - que se fazia acompanhar de uma mulher -, mas o agressor não foi detido, supostamente por não ter sido apanhado em flagrante. Foi identificado por agentes da PSP que se deslocaram ao local. Decorrerá, a partir de agora, um processo por ofensa à integridade física.

Sobre os insultos de que foi alvo, Pedro Proença não quis aprofundar, justificando ser "pouco relevante".

Uma fonte da Liga Portuguesa de Futebol Profissional citada pela Agência Lusa confirmou a agressão e diz que o organismo "lamenta e presta a sua solidariedade a Pedro Proença e a todos os árbitros".

A mesma fonte adiantou que, devido aos ferimentos sofridos, Pedro Proença não poderá arbitrar na primeira jornada da Liga no próximo fim de semana, caso esteja prevista a sua nomeação para algum jogo.

As lesões podem mesmo colocar em risco a sua presença nos "playoff" da Liga dos Campeões e Liga Europa, caso a sua nomeação estivesse prevista para algum dos jogos da primeira destas competições, previstos para 16, 17 e 18 de Agosto.

Recomendadas

Conteúdo Patrocinado