segurança

Chefe da PSP protegia traficantes de droga

Chefe da PSP protegia traficantes de droga

Um chefe da PSP foi detido, ontem, por ligações a uma rede de tráfico de droga que operava na Sé, no Porto. Foram apanhados mais 10 indivíduos que, tal como o polícia, são levados hoje a tribunal. O JN apurou que uma funcionária do Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) do Porto também surge no processo, tendo sido detida, em agosto, na posse de droga. Ficou suspensa de funções.

Foi a PSP, através da Divisão de Investigação Criminal (DIC), sob coordenação do DIAP, que concretizou as buscas e detenções, entre anteontem e ontem. O chefe da PSP, F. Mendes, de 42 anos, prestou serviço na 1ª Esquadra de Investigação Criminal do Porto, cuja área de jurisdição compreende, entre outras zonas, a Sé. Mas foi afastado há alguns meses, passando para a 2ª Esquadra de Investigação Criminal e depois para a esquadra de S. Mamede de Infesta, Matosinhos, onde agora estava colocado. A residência foi alvo de busca há cerca de um mês.

Leia mais na edição e-paper ou na edição impressa

Recomendadas

Conteúdo Patrocinado

Outros conteúdos GM