segurança

Prisão preventiva para suspeito de matar e queimar adolescente

Prisão preventiva para suspeito de matar e queimar adolescente

Um jovem de 19 anos ficou em prisão preventiva, por suspeita de ter assassinado um adolescente de 17 anos e tentado queimar o corpo, em Loures, revelou, esta quinta-feira, o Ministério Público.

A medida de coação diz respeito ao homicídio de um jovem de 17 anos, ocorrida no passado dia 26 de fevereiro, nos armazéns abandonados do Sítio de Senhor Roubado, em Odivelas, na comarca de Loures.

Segundo a Procuradoria-Geral Distrital de Lisboa (PGDL), um outro jovem, alegado co-autor do homicídio, ainda não completou 16 anos - idade para ser responsabilizado criminalmente -, estando por isso sujeito à Lei Tutelar Educativa.

"O caso suscita grande repercussão social, quer pela violência do acto - esmagamento da cabeça e incêndio do corpo - quer pela circunstância de os envolvidos serem todos muito jovens, seja a vítima, seja os dois perpetradores" do crime, refere a PGDL.

O inquérito crime prossegue nos serviços do Ministério Público de Loures, com a investigação a cargo da Polícia Judici

Recomendadas

Conteúdo Patrocinado