Sociedade

Associações de país querem menos carga horária no 2.º e 3.º ciclos

Associações de país querem menos carga horária no 2.º e 3.º ciclos

O presidente da Confederação Nacional de Associações de Pais, Jorge Ascensão, considera necessário repensar a carga horária do 2º e 3º ciclos. "Esta carga horária não pode acontecer, não é a melhor para a aprendizagem dos alunos", afirmou na tomada de posse dos novos órgãos eleitos este sábado, em Famalicão.

O ministro da Educação, Nuno Crato esteve presente na cerimónia e notou que as "escolas já têm grande autonomia relativamente à carga horária e os pais também poderão ser ouvidos". O governante referiu que há a possibilidades dos estabelecimentos de ensino introduzirem "áreas especiais" no currículo e desta forma serem flexíveis.

Jorge Ascensão aludiu ainda, ao facto das despesas com manuais e materiais escolares não serem dedutíveis em IRS se não tiverem o CAE correto. "Não se percebe como é que estas despesas não contam para dedução em IRS", afirmou.

Nuno Crato não teceu qualquer comentário a esta questão e remeteu esclarecimentos sobre os erros na PACC para o Instituto de Avaliação Educativa. Salientou a importância das provas para a "qualidade da escola".

Conteúdo Patrocinado