Sociedade

Ano 2010 recordista em calor

Ano 2010 recordista em calor

Uma muito ligeira diferença face aos valores de 2005 e 1998 faz de 2010 o ano com temperatura média global mais elevada desde que há registos instrumentais. Ela foi de 14,42 graus. Além disso, os dez anos mais quentes aconteceram desde 1998.

 

"Os dados do ano passado confirmam a tendência de longo-prazo para o aquecimento da Terra", afirmou o secretário-geral da Organização Meteorológica Mundial (OMM), ao divulgar os dados da temperatura média global atingida em 2010. Michel Jarraud sublinhou que o ano passado, não só foi ainda mais quente que 2005 e 1998, como desde este último se concentraram dez com temperaturas médias mais altas.

Segundo a OMM, 2010 foi excepcionalmente quente em algumas zonas de África e da Ásia. O mesmo aconteceu na Gronelândia e na região do Árctico pertencente ao Canadá.  Dados colhidos por satélite indicam que os gelos do Árctico tinham em Dezembro último a menor extensão de sempre (1,35 milhões de quilómetros menos que a média entre 1979 e 2000.

A média global das temperaturas  seria eventualmente mais elevada caso não tivessem ocorrido vagas de frio em largas faixas da Europa central e setentrional, bem como na Rússia e Leste dos Estados Unidos. 

A informação da OMM lembra que o ano passado foi fértil em fenómenos climáticos extremos: a Rússia teve uma vaga de calor, com incêndios,  e as monções no Paquistão provocaram cheias devastadoras. Já no corrente ano, a tendência mantém-se, com as recentes cheias no Brasil, Austrália Sri Lanka.

Se a OMM afirma que 2010 foi o mais quente desde que há registos, já a classificação é distinta, dando o primeiro lugar ora ao ano 1998 ora ao de 2005, quando a análise pertence à NASA,  ao Met Office britânico ou à agência norte-americana NOAA.

A diferença na classificação, justifica a Organização Meteorológica Mundial, que trabalha com os dados dos cerca de 190 países seus associados, é resultado de um tratamento diferente das informações, já de si escassas, da região do Árctico.

Pelos dados ontem divulgados,  cada década desde 1960 registou um aquecimento constante, "saltando" os valores cerca de 0,03º em cada uma. A última década  teve uma média da temperatura global de 14,42º.

Recomendadas

Outros conteúdos GM

Conteúdo Patrocinado