Sociedade

Carros de emergência parados por falta de clínicos

Carros de emergência parados por falta de clínicos

Há falhas no serviço das Viaturas Médicas de Emergência e Reanimação que têm ficado paradas por falta de médicos. O acidente provocado por um cavalo no dia de Natal, em Évora, que causou quatro mortos e quatro feridos graves foi um dos que ocorreram quando a viatura estava inoperacional.

Também na noite de passagem de ano, em Portalegre, num atropelamento que vitimou um homem de 42 e feriu uma mulher de 36 anos não havia VMER disponível, avançou a Lusa.

O bastonário da Ordem dos Médicos, José Manuel Silva, responsabiliza o Ministério da Saúde pelas falhas no serviço. O Governo alega que as paragens estão a diminuir.

Leia mais na edição e-paper ou na edição impressa

Recomendadas

Conteúdo Patrocinado

Outros conteúdos GM