Sociedade

Desempregado apostou um dólar no póquer online e ganhou 124 mil euros

Desempregado apostou um dólar no póquer online e ganhou 124 mil euros

Começou com um torneio de póquer na Internet, em que teve de pagar um dólar de inscrição. Semanas depois, foi convidado para um jogo internacional nas Caraíbas, onde o jovem, de 21 anos, ganhou 165 mil.

João Nogueira, que vive numa pequena aldeia de Penafiel, nunca sonhou que ao começar um torneio de póquer online de apenas um dólar, o jogo iria acabar do outro lado do Mundo, num luxuoso hotel das Caraíbas, sentado ao lado dos mais famosos jogadores profissionais. Entre 978 concorrentes, acabou no sexto lugar e ganhou o equivalente a 124 mil euros.

A iniciação de João no mundo do póquer deu-se há cerca de um ano e meio. Na Internet, sob a alcunha de João Nog223, o jovem começou com algumas derrotas. "Em cerca de um ano perdi cerca de 800 euros, no póquer online. Antes tinha jogado algumas vezes com amigos ao vivo. Era a brincar. Ganhava algumas partidas, perdia outras. Há alguns meses, entrei num torneio de um dólar e foi o início da aventura", contou, ao JN, João.

O rapaz, atualmente desempregado, venceu o torneio, que contava com cerca de 12 mil jogadores de todo o Mundo e que lhe deu acesso a outro jogo. Esse novo desafio, no qual participaram 13 mil concorrentes, era um torneio satélite de uma "multinacional do póquer", que dava acesso a um jogo ao vivo. "Tive de jogar 13 horas seguidas. Foi desgastante, já estava farto de jogar de estar em frente de um ecrã", conta o jovem.

Acabou em sexto lugar, o que lhe valeu a entrada para o "PokerStars Caribbean Adventure", em que os jogadores tinham de pagar 10 300 dólares. "Pagaram-me tudo. A viagem para as Caraíbas. O hotel. Tudo. Foi fantástico. O torneio foi do outro mundo. Havia muita gente conhecida, como Boris Becker (campeão de ténis) ou Michael Jordan (lenda do basquetebol norte-americano)" explica.

O torneio começou mal, mas em apenas uma jogada contra três jogadores que tinham apostado todas as suas fichas, João recuperou e chegou à mesa final. "Tive sorte. Era muita pressão, mas tive ajuda de outros portugueses e não queria deixar ficar mal Portugal", rematou.

Recomendadas

Conteúdo Patrocinado

Outros conteúdos GM