Sociedade

"Não apertem de mais, precisamos de respirar", diz Bispo do Porto

"Não apertem de mais, precisamos de respirar", diz Bispo do Porto

A Igreja assume, pela primeira vez, que gostaria de reunir com os elementos da troika para lhes explicar a verdadeira realidade do país que conhece. E lembrar que os portugueses precisam de respirar.

O encontro nunca foi pedido à Conferência Episcopal Portuguesa (CEP) o que, na opinião do bispo do Porto, é de lamentar dado que a Igreja e as suas instituições "conhecem a realidade" e "certamente dariam uma ideia mais precisa do que é o país". "Era importante que quem nos visita, acompanha e fiscaliza entrasse em linha de conta com a realidade portuguesa na sua pluralidade e na sua complexidade", afirmou D. Manuel Clemente, frisando que tinha "todo o cabimento" que a troika falasse com as instituições de solidariedade que estão no terreno.

Leia mais na edição e-paper ou na edição impressa.

Relacionadas

Recomendadas

Conteúdo Patrocinado

Outros conteúdos GM