Sociedade

Premiado cientista do Minho que transforma plástico em osso

Premiado cientista do Minho que transforma plástico em osso

Combinando os polímeros, "plástico" presente no camarão e na lagosta, com células estaminais é possível reconstruir osso e cartilagem, explica Rui Reis, vencedor do prémio carreira George Winter Award, principal distinção europeia na área dos biomateriais.

Para o investigador da Universidade do Minho, director do Grupo de Investigação 3B's, laboratório onde trabalham 125 pessoas, este galardão, que vai ser entregue dia 7 em Dublin, Irlanda, traduz um reconhecimento muito especial. "Não é mais uma de muitas. Corresponde a um dos maiores prémios de carreira que um investigador nesta área pode receber", afirma o próprio. "Costuma ser atribuído a cientistas reformados ou à porta da reforma".

Leia mais na edição e-paper ou na edição impressa.

Recomendadas

Conteúdo Patrocinado

Outros conteúdos GM