Sociedade

Tetraplégico esteve um ano e meio à espera da reforma

Tetraplégico esteve um ano e meio à espera da reforma

Ficou tetraplégico num acidente a bordo de um cargueiro em Espanha, em 2003. Lutou por uma indemnização, sem êxito. E teve de esperar ano e meio pela reforma por invalidez, que só agora vai receber.

Ainda assim, informa a Segurança Social, a reforma é "provisória". A família só foi informada do deferimento do processo no início desta semana, já depois do JN ter questionado a Segurança Social sobre o assunto.

Foi em 2003 que um acidente a bordo de um navio cargueiro, na Corunha, deixou Manuel Castanho tetraplégico. Desde essa altura, a família vendeu a casa, gastou "uma fortuna" em advogados, mas de nada valeu. A empresa não assumiu a indemnização e, em Portugal, teve de esperar ano e meio pela reforma por invalidez, que pediu em julho de 2013. Sem meios de subsistência, valeu-lhe a filha.

Ler mais na versão e-paper ou na edição impressa

Recomendadas

Conteúdo Patrocinado

Outros conteúdos GM