Sociedade

UE condena à morte três milhões de galinhas

UE condena à morte três milhões de galinhas

Matar metade das galinhas poedeiras do país ou inundar os produtores de multas? É a catástrofe que aí vem, no final do mês, para os avicultores nacionais. Tudo por causa de uma lei anunciada há... 12 anos.

O número total de criadores portugueses de galinhas poedeiras (não inclui galinhas criadas ao ar livre ou de galinhas criadas no solo) é de 110, que representam 6,5 milhões de galinhas atuais. Segundo a Associação Nacional dos Avicultores Produtores de Ovos (ANAPO), menos de metade dos produtores (45) estão hoje em condições de continuar a produzir conforme a lei. Contas feitas, o cenário é negro: há 65 produtores, que representarão perto de 3 milhões de galinhas, a operar na ilegalidade. Como é que este cenário é possível?

Leia mais na edição e-paper ou na edição impressa

Recomendadas

Conteúdo Patrocinado