Sociedade

Portugal desiste do festival da canção por razões financeiras

Portugal desiste do festival da canção por razões financeiras

Portugal e Polónia renunciaram à participação na edição de 2013 do Festival Eurovisão. Segundo a página oficial do concurso, a RTP alegou razões financeiras para não participar no concurso, que se realiza em Malmö, na Suécia.

A organização do festival da Eurovisão anunciou, oficialmente esta sexta-feira, que Portugal não vai participar na edição 2013 do Festival da canção. "Pressões financeiras contribuíram para a decisão da emissora portuguesa RTP", pode ler-se na página da Internet da organização.

Segundo a Eurovisão, "Portugal é o único país, até à data, que participou na edição de 2012, em Baku", no Azerbaijão, e que renuncia à edição 2013, que se realiza em Malmö, na Suécia. "Muita gente espera que Portugal regresse em 2014", lê-se na página da Eurovisão.

A Polónia, que já não tinha participado no Festival Eurovisão em 2012, mantém-se de fora em 2013. No ano passado, a emissora polaca TVP justificou a decisão com os encargos financeiros da co-organização do Europeu de Futebol e com a cobertura dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos de Londres.

Portugal e Polónia nunca ganharam o Festival da Eurovisão. O melhor que a canção portuguesa conseguiu no concurso das emissoras europeias foi um sexto lugar, por Lúcia Moniz, com "O meu coração não tem cor", em 1996.

No ano passado, a representante portuguesa, Filipa Sousa, não conseguiu apurar-se para as meias-finais, quedando-se na 13ª posição, com a canção "A minha vida".

O melhor resultado da Polónia ocorreu logo na estreia na competição, com um segundo lugar, em 1994. Edýta Górniak cantou "To nie ja!"

Em 2011, última participação polaca no concurso, Magdelena Tul terminou em 19º e último lugar da primeira semifinal, com "Jestem".

Recomendadas

Conteúdo Patrocinado

Outros conteúdos GM