O Jogo ao Vivo

Sociedade

Televisão analógica acaba de vez quinta-feira

Televisão analógica acaba de vez quinta-feira

As últimas transmissões televisivas em sinal analógico terminam em Portugal dia 26 de abril, mais de três meses depois do arranque do desligamento na faixa litoral, envolta de críticas sobre a forma de introdução da TDT.

Na próxima quinta-feira, dia 26 de abril, serão desligados os últimos 15 emissores analógicos, entre os quais os do Marão, Montejunto, Monte da Virgem e Marão, de acordo com a informação disponibilizada pela Anacom - Autoridade Nacional das Comunicações na sua página eletrónica.

Nesse dia também serão desligados mais de uma centena de retransmissores, sendo esta é a última etapa do processo de migração para a Televisão Digital Terrestre (TDT), mais de 10 anos depois da primeira tentativa de introdução da tecnologia em Portugal ter falhado.

A primeira fase do desligamento ('switch-off') arrancou a 12 de janeiro na faixa litoral de Portugal Continental, seguindo-se a cessação dos emissores e retransmissores das regiões autónomas dos Açores e da Madeira, a 22 de março.

A última fase acontece a 26 de abril, altura em as transmissões analógicas no resto do território continental serão desligadas.

No entanto, refira-se que o primeiro passo no processo da migração para a TDT foi dado em maio do ano passado, com o desligamento do emissor analógico de Alenquer.

O processo de introdução da TDT não foi pacífico, com partidos e entidades de várias setores, entre os quais o da produção de conteúdos, a criticarem a forma como o desligamento estava a ser feito.

A falta de cobertura da TDT em todo o território português, os preços dos descodificadores e o facto da plataforma digital só disponibilizar os quatro canais generalistas, ao contrário do que acontece em outros países europeus, foram algumas das críticas apontadas.

No entanto, nas zonas onde não há cobertura TDT as emissões são asseguradas através do sinal de satélite, com as famílias carenciadas a terem direito a uma subsidiação dos descodificadores.

Ao longo do processo, o preço dos descodificadores baixou, rondando atualmente os 30 euros.

Em relação ao número de canais, para já a plataforma irá incluir o canal parlamento.

Recomendadas

Conteúdo Patrocinado