Tendências

Preservativos do Benfica para adeptos de corpo inteiro

Preservativos do Benfica para adeptos de corpo inteiro

O Benfica lançou no mercado uma gama de preservativos. Com slogans como "vai um dérbi?" ou "Esta é à Benfica", o clube aposta num "produto de merchandising único no Mundo". Vermelhos por dentro e com embalagens coloridas, são preservativos para adeptos de corpo inteiro.

Vermelhos por dentro, os preservativos Benfica vêm embrulhados numa colecção de 12 "desenhos originais e divertidos" e destinam-se adeptos de corpo inteiro. "É uma aposta clara na diferenciação e um produto inovador de merchandising que é único no mundo", defende a Creative Condom, empresa responsável pela entrada dos preservativos no mercado.

De acordo com José Simão, director de Merchandising do Sport Lisboa e Benfica, "esta colecção resulta do crescente investimento em fortalecer e complementar o portfólio, sendo um produto contemporâneo e atractivo", pode ler-se no comunicado que a Direcção Comercial do Benfica fez chegar às redacções.

Segundo a empresa que fabrica preservativos personalizados, esta é um proposta atraente e original, "criada para ser abrangente, divertida e apelativa". A marca apresenta slogans como "A melhor defesa é o ataque" ou o "E Pluribus Unum", o lema do emblema encarnado, que se traduz por "De todos, um".

Partindo do princípio que nenhum adepto, ou adepta, do F. C. Porto e do Sporting quererá envolver-se intimamente com a marca Benfica, estes preservativos podem ser uma boa notícia para os rivais e um travão às aspirações do clube em manter-se no Guiness como o clube com mais sócios do Mundo.

A colecção de preservativos, disponível na Megastore do Sport Lisboa e Benfica, no Estádio da Luz, apresenta ainda mensagens como "Vai um derby". Sendo que dérbi, para usar a grafia moderna da língua portuguesa, é um encontro regional, o uso desta marca pode ser redutor para as aspirações de internacionalização dos adeptos e das adeptas e até do próprio clube.

Outro slogan, o "Esta é à Benfica", sujeita-se a interpretações ambíguas. Por um lado, pode representar um acréscimo de qualidade, em função dos três minutos estimados como a duração média do acto sexual, caso a relação faça jus à máxima dos "10 minutos à Benfica", aquele período de jogo em que a equipa acelera e marca dois ou três golos seguidos; por outro lado, em caso de falha, estar "equipado" à Benfica pode ser comprometedor para a imagem e grandeza do clube.

Recomendadas

Conteúdo Patrocinado

Outros conteúdos GM