A presidente da União de Mulheres Alternativa e Resposta (UMAR) alertou esta segunda-feira, no Porto, para a necessidade de uma resposta "mais eficaz" no atendimento técnico a mulheres vítimas de violência. A UMAR diz que este ano já foram já assassinadas mais nove mulheres do que em 2011. Maria José Magalhães falava após uma homenagem a todas as vítimas de homicídio por violência doméstica.

Porto

UMAR reivindica eficácia no apoio às vítimas de violência doméstica

UMAR reivindica eficácia no apoio às vítimas de violência doméstica

Recomendadas

Outros conteúdos GM

Conteúdo Patrocinado