Opinião

Paula Ferreira

Tragédia arcaica

Duas crianças e três adultos foram encontrados sem vida num casebre em Trás-os-Montes. No Portugal do século XXI, no país que oferece 110 milhões de euros para a Web Summit ficar em Lisboa durante uma década, e se apresenta no exterior com a tecnologia como bandeira. Nesta terra, afinal, as mais básicas condições de vida estão ainda por conquistar. Cinco pessoas, entre as quais duas crianças, perderam a vida porque, na falta do essencial, recorriam a um gerador para ter energia no local onde habitavam. Chamavam-lhe casa, embora não fosse uma casa.

Paulo Baldaia

Com uma bola nos cornos

A discussão sobre o IVA a pagar nas touradas não é uma discussão fiscal, é uma discussão sobre a sociedade que queremos ser. A mim pouco me importa se os bilhetes das touradas pagam 6%, 13% ou 23%, o que me faz confusão é as touradas continuarem a existir. Quando precisamos de ver animais a ser maltratados para nos sentirmos satisfeitos com o espetáculo, não precisamos do IVA reduzido, precisamos da ajuda de um psicólogo. Talvez baste uma introspeção, para tentar perceber que ver espetar ferros num animal para o fazer sangrar é como rir a bandeiras despregadas com o gato de Mourão, pendurado com uma corda, enquanto o fogo se aproxima. Os que gostam também se defendem com o facto de se tratar de uma tradição.

josé maria costa

Oportunidade para os territórios de fronteira

As oito associações empresariais, as oito entidades transfronteiriças e as dez universidades que compõem a RIET (Rede Ibérica de Entidades Transfronteiriças) reuniram, recentemente, no Fundão para, por um lado, refletir sobre os problemas e oportunidades dos seus territórios de fronteira e, por outro, apresentar aos dois governos diversas propostas para serem debatidas na próxima Cimeira Ibérica, que decorre amanhã em Valladolid (Espanha).

A sua Opinião

Concorda com o uso de canábis medicinal?

Evasões

Compras

Electricista Picheleiro: A loja do Porto com muitas memórias

Paula Granja e Helena Sequeira cresceram juntas no Carvalhido e costumavam brincar na loja dos avós da primeira: Dulce das Dores vendia artigos de decoração, santos, espelhos e panelas; Manuel Fernandes Granja fazia reparações elétricas e trabalhos de pichelaria (canalizações). Na fachada, nos anos 1950, lia-se «Electricista Picheleiro». E foi esse nome que as amigas de infância decidiram manter quando, há três anos, reabriram o espaço, voltando-o para a moda. Quase todos os dias ligam para a loja Electricista Picheleiro a pedir orçamentos, mas o que resta da outra vida da casa são as memórias que Paula e Helena fizeram […]

Notícias

Porto vai ter a primeira vila Natal já esta semana

A Porto Lazer uniu-se à Associação de Turismo do Porto para criar a Porto Christmas Village, a primeira vila Natal da cidade. O evento, que vai ter lugar na Alfândega do Porto, arranca no próximo sábado, dia 24 de novembro, e prolonga-se até 30 de dezembro. As atrações prometem agradar a miúdos e graúdos: uma pista de gelo, uma Fábrica dos Brinquedos, jogos de realidade virtual e curling, um desporto típico dos Jogos Olímpicos de Inverno e que chega à Porto Christmas Village com o apoio da Federação de Desportos de Inverno de Portugal. Além de todas estas atividades, a […]

The coolest bartender road trip

Um whisky diferente para uma geração diferente

A imagem de consumo de whisky é de um copo largo e baixo com duas pedras de gelo, na mão de alguém sentado na poltrona, depois de um longo dia de trabalho, a pensar na vida. À medida que se bebe, agita-se o copo para refrescar esta bebida forte e tenta-se afastar os pensamentos que preocupam. Mas esta ideia tem vindo a mudar. Beber whisky já não é só isto. Com a mudança de pensamento e de geração, também se alteram as bebidas e as conotações a elas atribuídas. A forma como se via e bebia um copo de whisky […]