Opinião

António José Gouveia

Um desvario chamado CGD

Que a Caixa Geral de Depósitos era um desvario, já todos nós sabíamos. Que era um instrumento dos vários governos para distribuir favores, também. O que não conhecíamos era a profundidade da gravidade e a forma como as várias administrações - pressionadas ou não pelos governos - atuaram de forma tão leviana, não só na atribuição de crédito mas também nas políticas de remuneração dos seus gestores. O relatório preliminar da auditoria da consultora EY só vem pôr a nu aquilo que os portugueses suspeitavam e que os banqueiros e políticos já sabiam e não se preocuparam. Assim se entende a insistência da administração da Caixa em não divulgar os principais devedores aos deputados encarregados da comissão de inquérito. Forneceria mais pistas de uma rede montada para dar crédito a quem nenhum outro banco aceitaria emprestar ou demonstraria a desfaçatez com que foram feitos negócios que nunca poderiam ser feitos. Já se sabe quem é o último prejudicado: o contribuinte. Durante anos debateu-se a privatização ou não do banco público. Nunca se avançou com o argumento de que a instituição financeira era essencial para qualquer governo espraiar as suas políticas económicas. Uma espécie de braço-direito dos ministros das Finanças para impulsionar a economia e fazer de "regulador" do mercado financeiro. Deu no que deu. Não se está a dizer que a privatização seria a melhor opção. Tal não livra os contribuintes de pagarem bancos falidos. Vejam-se os casos do BPN, BPP, Banif e BES. O que se pretende é parcimónia com os dinheiros de um banco público e - mais importante - uma fiscalização do Banco de Portugal que tenha consequências. O elefante na sala é tão grande que este relatório, feito em dezembro de 2017 por encomenda do secretário de Estado Adjunto e das Finanças estava guardado nas gavetas do ministério e só foi revelado porque a comentadora Joana Amaral Dias o divulgou.

A sua Opinião

Terminada a primeira volta da Liga, quem está mais bem posicionado para ser campeão?

Evasões

Notícias

João Rodrigues vence prémios Mesa Marcada e Galapito é revelação

Em ano de aniversário redondo, há novidades nos Prémios Mesa Marcada, nomeadamente em matéria de escala: mais categorias premiadas, juri alargado (de 153 para 208 votantes) e o Ritz Lisboa a fazer de palco à cerimónia. Nos resultados da votação, porém, as diferenças são poucas. E isso não é necessariamente mau – por um lado, reforça o enfoque no mérito e não em fenómenos de moda, por outro demonstra que os vencedores não se encostaram à sombra dos seus triunfos passados. Consistência, acima de tudo. Na edição de 10º aniversário, a votação promovida pelo blogue de gastronomia foi dominada pelo […]

Comer

Porto: Mini-panquecas e smoothies para levar na Trindade

Mini-panquecas – tradicionais, de aveia ou sem glúten – com uma variedade de coberturas como fruta, chocolates, iogurte ou mel, coloridas smoothie bowls com frutas, cinco sumos naturais, tostas, bebidas de café e alguma pastelaria é o que se encontra na Yammly, uma recente abertura na estação de metro da Trindade. A loja foi pensada para quem anda de metro e está de passagem na rua, mas quem tiver tempo, e vontade, pode saborear as especialidades doces e salgadas na soalheira esplanada. Há vários combinados e ainda um menu de pequeno-almoço. Leia também: Há comida do mundo e panquecas no […]

Compras

Os óculos de sol de madeira com nome de doce brasileiro

É na garagem de casa, transformada em oficina, que Amâncio Neves dá forma aos óculos de sol feitos com desperdícios de madeira idealizados pela filha, Ana Mendes, sob a etiqueta Cuscuz. Têm design apelativo, são unissexo e, alguns, peças únicas, graças aos característicos nós da madeira – que pode vir de paletes, móveis em fim de vida, ramos caídos e até de skates. A oficina, em Brasfemes, nos arredores de Coimbra, está aberta a clientes, por marcação, o que lhes permite experimentar os diferentes modelos, perceber como são leves, qual a sua cor real, a textura - e ainda ver […]

Notícias

Raminhos é o cicerone do novo "comedy club" do Porto

Todas as primeiras quintas-feiras do mês serão dedicadas à stand-up comedy, no Hard Rock da Invicta. Nesta edição inaugural estarão presentes em palco vários amigos de António Raminhos, que será o cicerone deste encontro mensal. Mas não será só com nomes conhecidos da comédia que se vão fazer estes espetáculos. Quem quiser testar o seu talento para a comédia em frente a uma plateia, pode inscrever-se no open-mic – microfone aberto para quem quiser apresentar o seu material. Raminhos é um dos mais famosos humoristas portugueses. Depois de uma curta passagem pelo jornalismo, celebrizou-se em programas televisivos como o «5 […]

Fim de semana

7 filmes na TV para os 7 dias desta semana

Percorra as imagens da fotogaleria acima para conhecer estas sete sugestões de filmes que vão ser transmitidos na televisão portuguesa, um para cada dia da semana que agora arranca. Há escolhas para todos os gostos, do drama à comédia e ao crime, nos canais generalistas em sinal aberto ou nos do cabo. Angelina Jolie, Kevin Bacon, Naomi Watts, Adam Sandler e Michael Fassbender são alguns dos protagonistas. Leia também: 11 locais para aproveitar o sol de inverno em Lisboa Esplanadas e jardins para aproveitar o sol de inverno no Porto O Artista: O novo hotel de Lisboa inspirado em Vasco […]