Infografia

Fogos ativos em Portugal e risco de incêndio

Futebol

Ponto de situação do mercado de transferências

Explicadores

Classificações

Todos os campeonatos, todos os resultados

Opinião

Miguel Guedes

Miguel Guedes

Um país a seca e fogo

Há semanas, quando o país mediu Celsius e forças com os recordes de temperatura relativos e absolutos batidos em dezenas de estações de observação, a percepção geral foi a de que os fogos que deflagraram seriam só um aperitivo para a desgraça que lavraria, inevitável, na próxima onda de calor. Não foi necessário esperar tanto. Ainda antes do aumento da temperatura prevista para as ondas de calor das próximas semanas e na antecipação de um mês de Setembro mais complicado do que o do ano transacto, os fogos florestais já fazem de Portugal o terceiro país com mais área ardida na União Europeia neste ano (cerca de 80 mil hectares) e dizimaram perto de 20 mil hectares do Parque Natural da Serra da Estrela, em frentes de incêndio de tal dimensão, que fizeram o seu fumo viajar por 400 km em voo "high cost" até Madrid.