O Jogo ao Vivo

economia

BPI reforça fundo de pensões

BPI reforça fundo de pensões

O Banco BPI reforçou o fundo de pensões dos trabalhadores com uma contribuição extraordinária de 266,291 milhões de euros, devido à alteração de pressupostos que servem de base do cálculo das responsabilidades por pagamento das pensões aos funcionários reformados.

Em comunicado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários, o BPI explica que, devido à mudança dos pressupostos de cálculo, as responsabilidades para o fundo projectadas para o final de 2005 são superiores em 266,291 milhões de euros, em relação às previstas.

Esta foi a terceira contribuição extraordinária para este fim realizada este ano pelo banco liderado por Fernando Ulrich, no total de 591,8 milhões de euros. O banco estima que o valor total das responsabilidades com o fundo é de 2,227 mil milhões de euros.

O reforço acontece numa altura em que se discute a passagem dos bancários para o regime geral de Segurança Social.

A banca e os sindicatos têm agendada uma reunião para o dia 3 de Janeiro para discutir a alteração do actual modelo social. O objectivo é a integração dos trabalhadores a admitir a partir de Janeiro no regime geral de Segurança Social. Até agora os descontos dos bancários eram canalizados para fundos privados, que se responsabilizavam pelo pagamento das pensões de reforma.

Perante a proposta da banca, os sindicatos alegam que com a passagem para o regime geral de Segurança Social, os futuros bancários vão receber um salário líquido inferior aos dos trabalhadores actuais do sector, pelo que pedem uma compensação para não perder poder de compra real. É que o valor de descontos para o fundo de pensões e para a caixa de abono de família é no modelo actual de 8%, enquanto que no regime público é de 11%.

PUB

Este modelo já é, aliás, utilizado pelo BCP, cujos trabalhadores admitidos a partir de Março deste ano já descontam para o sistema público, uma situação que também se verifica na Caixa Geral de Depósitos.

As propostas vêm ao encontro do objectivo político do Governo de incluir todos os cidadãos no sistema oficial de Previdência social.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG