politica

Jerónimo elogia Lisnave e "arrependimento" de Soares

Jerónimo elogia Lisnave e "arrependimento" de Soares

O candidato presidencial Jerónimo de Sousa defendeu, ontem, a Lisnave como um exemplo da recuperação de empresas, com benefícios para os trabalhadores e para a economia, e congratulou-se com o alegado "arrependimento" de Mário Soares sobre as privatizações.

"Creio que a Lisnave é um exemplo de que se pode recuperar, beneficiando assim a economia nacional e, consequentemente, o aspecto social, como o emprego, os salários e os direitos, num distrito muito dependente de grandes unidades industriais como a Autoeuropa e a Lisnave", disse Jerónimo de Sousa durante uma visita aos estaleiros navais da Mitrena, em Setúbal.

O administrador da Lisnave, José Rodrigues, congratulou-se com a presença do candidato apoiado pelo PCP, mas lamentou que os "políticos com projecção , independentemente de serem candidatos", só se preocupem com as empresas, e com as dificuldades com que se debatem, nos períodos eleitorais.

Confrontado com declarações de Mário Soares, que defendeu, anteontem - depois de reconhecer ter "aberto a porta" ao processo -, a necessidade de mais "escrúpulo" nas novas privatizações, Jerónimo de Sousa congratulou-se com o que diz ser o "arrependimento" do antigo presidente. "Creio que da parte de Cavaco Silva nunca ouvirei essa frase e esse arrependimento", concluiu o candidato.