O Jogo ao Vivo

pais

Variante encrava ciclovia

Variante encrava ciclovia

Em fase de construção, a ciclovia, no Vale de Lamaçães, afigura-se como um projecto que está a suscitar os mais variados comentários da parte dos ciclistas e até dos condutores que receiam pela falta de segurança de uma pista encravada numa variante que regista já um assinalável tráfego rodoviário e que serve de ligação privilegiada a novas urbanizações e superfícies comerciais da cidade de Braga.

As opiniões dividem-se Mesquita Machado fala naquele que será o percurso "mais lúdico" da cidade (ver caixa), opinião que é agora partilhada por Celso Ferreira, do Partido Ecologista "Os Verdes", que, de visita aos trabalhos da ciclovia, fala num projecto que "beneficia a mobilidades dos bracarenses dentro da cidade".

Contudo, o projecto da ciclovia, nos moldes em que está a ser feito, merece acesas críticas de muitos ciclistas e condutores. É o caso de João Nogueira, ex-emigrante, considerando estar-se perante uma "pista mortal", E dá um exemplo "A pista desenvolve-se num troço com muitas rotundas, colocando em risco a segurança das pessoas".

Por sua vez, Luís Ramos, um habitual utilizador da variante de Lamaçães, chama a atenção para o perigo das barreiras de protecção da ciclovia, pois, em sua opinião, "não oferecem condições de segurança".

A ciclovia, cujo projecto contempla uma extensão de 10 quilómetros, terá, nesta fase inicial, apenas três quilómetros, na chamada "variante da Encosta", com abertura prevista para o final deste mês. De momento, procede-se à fase de colocação de barreiras e de sinalização reflectora.