ultimas

Mais 250 quilómetros de Auto-estradas para o Norte

Mais 250 quilómetros de Auto-estradas para o Norte

O primeiro-ministro, José Sócrates, anunciou hoje que o Norte de Portugal terá, até 2009, mais 250 quilómetros de auto-estrada, num investimento global previsto de 1,3 mil milhões de euros.

Desses 250 quilómetros - que não incluem a ligação a Bragança, igualmente considerada prioritária pelo primeiro-ministro - 150 estarão utilizáveis já em 2006.

"É um investimento que poupa vidas", disse Sócrates, que sublinhou o contributo dado pelas auto-estradas para o decréscimo da sinistralidade rodoviária portuguesa.

"Os indicadores da sinistralidade têm baixado à medida em que vão entrando em funcionamento novas auto-estradas", garantiu o chefe de Governo, que falava no acto inaugural das auto-estradas A41 e A42, que ligam Alfena (Valongo) a Paços de Ferreira.

Na cerimónia, o presidente da empresa Estradas de Portugal, António Laranjo, sublinhou também o contributo das auto-estradas para a diminuição da sinistralidade viária.

António Laranjo disse que a sinistralidade nas auto-estradas representa um quarto da ocorrida nas estradas, enquanto a mortalidade é cinco vezes inferior.

PUB

Acrescentou que estes indicadores, aliados ao programa de construção de novas auto-estradas, permitem prever que Portugal conseguirá reduzir a sinistralidade viária a metade "antes de 2010".

Desde 1985, já foram construídos em Portugal 2.121 quilómetros deste tipo de infra-estruturas.

As auto-estradas A41 (de nove quilómetros) e A42 (9,6 quilómetros), inauguradas hoje pelo primeiro-ministro, ligam Alfena a Ermida e a Paços de Ferreira e representam um investimento global de 146,5 milhões de euros.

Com a abertura destes lanços de auto-estrada em regime SCUT (sem custos para o utilizador), uma viagem de automóvel entre a cidade de Paços de Ferreira e a capital do distrito, Porto, pode fazer-se em 15 minutos.

Os dois novos lanços de auto-estrada implicaram a construção de 19 passagens superiores, 11 inferiores e oito viadutos, estando ainda dotados de sete contadores automáticos de tráfego, 15 câmaras de vídeo-vigilância, oito painéis de mensagem e 20 postos SOS.

O troço da A41 agora inaugurado integra a Circular Regional Externa do Porto (IC24), um anel rodoviário ainda incompleto ligando Matosinhos a Espinho, com passagem pelo Aeroporto Francisco Sá Carneiro.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG