ultima

Amordaçara Internet

A organização "Repórteres sem Fronteiras" (www.rsf.org) lançou uma campanha de "24 horas contra a censura na Internet" contestando as medidas que, em 13 países "inimigos da Internet" (Arábia Saudita, Bielorrússia, Birmânia, China, Coreia do Norte, Cuba, Egipto, Irão, Uzbequistão, Síria, Turquemenistão e Vietnam), visam acabar com a liberdade de expressão na Web. Os internautas puderam aderir à campanha gravando, entre outras acções, uma mensagem de protesto dirigida a Jerry Yang, fundador do Yahoo!, que tem colaborado na repressão das autoridades chinesas denunciando "bloggers" e censurando "sites". A questão da liberdade, da perigosa liberdade, da Net começa a pôr-se também em países como Portugal. Ao lado dos inevitáveis abusos - não mais, nem decerto mais graves, do que os que diariamente se vêem nos jornais - o anonimato com que alguns "bloggers" se protegem, entre eles os jornalistas que publicam na Net factos que são impedidos de revelar nos seus jornais, tem sido, entre nós, o principal pretexto. Como se boa parte da informação hoje publicada na Imprensa não tivesse origem em fontes anónimas… A Net é (ainda) um país livre e plural. Para alguns, livre de mais. E, sobretudo, plural de mais. Há, pois, que amordaçá-la rapidamente.

ver mais vídeos