nacional

Marques Mendes vence com 91%

Marques Mendes vence com 91%

Luís Marques Mendes foi eleito, anteontem, presidente do PSD com quase 91% dos votos, nas primeiras eleições directas do partido, em que participaram 36% dos militantes.

Depois do polémico processo em torno da candidatura de José Alberto Pereira Coelho, o líder do partido, eleito no congresso de Pombal há um ano, foi o único candidato a apresentar-se às primeiras eleições directas do PSD, que decorreram sexta-feira.

Dos 55.486 militantes do PSD, 20.399 sociais-democratas (36 %) participaram nas eleições directas do partido, em 419 urnas.

No total dos 20.399 votos, foram contabilizados 1.512 em branco e 362 nulos, tendo Marques Mendes sido eleito com 18.525 votos (cerca de 91 %).

Numa declaração ao início da madrugada de sábado, citada pela Lusa, quando faltava apurar os resultados de 67 secções, o presidente do PSD classificava as primeiras eleições directas como "um dia histórico para o PSD" e desvalorizou a elevada abstenção (64 %), confessando estar "muito satisfeito com o nível de participação" registado.

"Este grau de participação foi um sinal de força e de vitalidade do partido que os militantes deram", sublinhou Marques Mendes, considerando que o resultado conquistado pela sua candidatura representou um sinal de "confiança" na "linha política" que tem seguido desde que ganhou o congresso de Pombal, há um ano atrás.

"Mudou a natureza da legitimidade da liderança, mas não mudou, nem vai mudar a minha linha política", prometeu, perante cerca de meia centena de militantes que se deslocaram à sede do partido.

Marques Mendes prometeu fazer "oposição com um objectivo, de ganhar as eleições em 2009, e também uma oposição com método e critério", acrescentando que, tal como até aqui, o PSD saudará o que o Governo fizer de positivo, denunciará os erros que forem sendo cometidos e, sempre que possível, apresentará alternativas. Mendes disse ainda esperar "não defraudar as expectativas" criadas com a vitória alcançada.

Novo conclave

Dentro de duas semanas, a 19, 20 e 21 de Maio, na Póvoa do Varzim, real iza-se o XXIX Congresso Nacional do PSD, durante o qual, segundo os estatutos aprovados no último conclave, serão eleitos os restantes órgãos nacionais do partido comissão política, conselho nacional, conselho de jurisdição e mesa do congresso.

Delegados eleitos

Na sexta-feira, foram ainda eleitos os 750 delegados para o congresso. Em Gaia, a lista de Luís Filipe Menezes perdeu pela terceira vez no último ano para Cancela Moura, apoiante de Marques Mendes. Em Matosinhos, Pedro Vinha, chefe de gabinete de Mendes, ganhou a Nuno Delerue, que é apoiante de Meneses.

ver mais vídeos