ultimas

Madaíl reitera confiança em Scolari e admite renovação

Madaíl reitera confiança em Scolari e admite renovação

O presidente da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) reiterou hoje "inteira confiança" no seleccionador Luiz Felipe Scolari e admitiu prolongar o contrato do técnico brasileiro, após este ter negado veementemente a possibilidade de orientar a selecção inglesa.

Momentos depois de, na Alemanha, Scolari ter negado a possibilidade de se comprometer com a Federação Inglesa, Gilberto Madaíl disse que, tal como refere o contrato, o brasileiro permanecerá ao serviço de Portugal até 31 de Julho, mas adiantou que o seu perfil se enquadra nos objectivos a longo prazo da equipa das "quinas".

"Temos projectos para o Campeonato da Europa de 2008 e para o Mundial de 2010. Estes passam naturalmente por uma aposta mais intensiva na formação e por uma renovação das nossas selecções em qualidade e em juventude. Não temos dúvidas que o senhor Scolari está dentro do perfil que desejamos", disse Madaíl, em Lisboa.

Luiz Felipe Scolari tinha sublinhado, na Alemanha, a sua satisfação por trabalhar em Portugal, apesar de ter reconhecido contactos com a Federação Inglesa, com o conhecimento do presidente da FPF.

Madaíl enalteceu a frontalidade do seleccionador, mostrou desagrado pelo facto de a conversa com os dirigentes ingleses se ter realizado em Portugal e deixou uma palavra de apreço ao técnico campeão do Mundo em 2002, ao serviço do Brasil.

"A FPF nunca mentiu nem traiu a confiança de ninguém. O que nós dissemos foi sempre o mesmo. Nunca seria tomada uma decisão antes de uma conversa entre nós (seleccionador e FPF). Estamos agradecidos pelo que o senhor Luiz Felipe Scolari tem feito pelas selecções e até pelo povo português", sublinhou.

O presidente da FPF referiu também que a imagem de Scolari saiu reforçada com o "não" à Federação Inglesa e reiterou que Portugal tudo fará para corresponder à atitude e intenções do brasileiro.

Imprensa inglesa on-line destaca "não" de Scolari

A generalidade da imprensa inglesa on- line destaca hoje a recusa do seleccionador português de futebol, o brasileiro Luiz Felipe Scolari, de assumir o mesmo cargo na selecção de Inglaterra.

Momentos depois de Scolari ter afirmado, numa conferência de imprensa realizada na Alemanha, que não vai ser seleccionador inglês, a imprensa on-line britânica destacou, com surpresa, as declarações do técnico brasileiro, campeão do Mundo em 2002, pelo Brasil, e vice- campeão da Europa em 2004, por Portugal.

"Scolari salta fora" e "Scolari sai de jogo" são os títulos das estações televisivas Sky e Eurosport, respectivamente.

O jornal The Independent esclarece que Scolari negou o cargo por motivos económicos, enquanto o Telegraph adianta que o brasileiro não resistiu à pressão da imprensa portuguesa.

"Inglaterra não é para mim", sublinha Scolari no site da BBC, enquanto o The Guardian esclarece que o seleccionador português "rejeita a formação britânica".

Depois de Scolari ter assumido não aceitar o convite endereçado pelos ingleses, o presidente da Federação Portuguesa de Futebol, Gilberto Madaíl, reiterou a confiança no técnico e admitiu mesmo o prolongamento do seu contrato, que termina em 31 de Julho.

Outros Artigos Recomendados