cultura

Richard Rogers vence prémio Stirling 2006

Richard Rogers vence prémio Stirling 2006

Onovo terminal do aeroporto internacional de Barajas, em Madrid, Espanha, valeu ao gabinete de arquitectos britânico Richard Rogers o prémio Stirling de arquitectura, o mais prestigiado galardão britânico neste domínio. Com um valor pecuniário de 20 mil libras (30 mil euros) o Stirling é concedido anualmente pelo Royal Institute of British Architects.

"É o edifício mais emocionante dos muitos trabalhos em que me empenhei ao longo de décadas", disse Richard Rogers, de 73 anos.

O novo Terminal 4 (T-4), inaugurado em Fevereiro, fica situado no extremo norte do aeroporto de Barajas, sendo formado por dois edifícios independentes caracterizados por tecto ondulado que assenta em pilares coloridos; o terminal de 1,2 quilómetros é ligado, no subterrâneo, por um comboio que funciona permanentemente.

Foi a "escala e complexidade" de desenho do T-4 que convenceu o júri do Royal Institute, a par da resposta ao maior desafio de qualquer aeroporto "a exemplar eficiência no processamento do fluxo de passageiros que mudam constantemente"

É a primeira vez que Richard Rogers - que também concebeu a Assembleia Nacional do País de Gales, em Cardiff, e o Centro Pompidou, em Paris - vence o prémio.

O galardão, criado em 1996 em homenagem ao pós-modernista escocês John Stirling, recompensa os arquitectos que concebam num país da União Europeia o edifício que mais contribua para a arquitectura desse ano.

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG