economia_e_trabalho

Berardo sobe na lista dos mais ricos

Berardo sobe na lista dos mais ricos

Joe Berardo, o homem que tem estado na ordem do dia pela sua participação nos principais negócios a que o país tem assistido nos últimos dois anos, está em grande na lista dos 100 mais ricos de Portugal, ao subir da nona para a quinta posição, com uma fortuna avaliada em 890,1 milhões de euros, mais 339,5 milhões de euros que os 550,6 milhões do ano anterior.

O património de Berardo e dos restantes 99 afortunados soma 34 mil milhões de euros, o equivalente a 22,1% do Produto Interno Bruto (PIB), registando um aumento de 35,8% face à última listagem divulgada pela revista "Exame".

Sem alterações nos quatro primeiros lugares, o ranking é liderado por Belmiro de Azevedo, que duplicou o valor da sua fortuna, de 1779,5 milhões de euros, para 2989,3 milhões de euros. Este ano, o número de mulheres a título individual com grandes fortunas aumentou de 13 para 18.

No ranking que a "Exame" publica hoje, destaca-se o facto de mais de metade da riqueza nacional ter origem "acima do Tejo". A revista sustenta, ainda, que o crescimento deste ano se explica pelo desempenho do índice bolsista PSI 20, que em 2006 progrediu 29,9%, e nos primeiros seis meses de 2007 subiu 18,8%.

A lista dos mais ricos conta com 11 novas entradas, lideradas pelos irmãos Carlos e Jorge Martins, da metalomecânica Martifer. Os dois, em conjunto, têm um património de 350 milhões de euros (175 milhões de euros cada) e ocupam o 64.º e 65.º lugares. O presidente do Benfica, Luís Filipe Vieira, é outra das estreias do ranking. Vieira está no 75.º lugar com 149,3 milhões de euros.

O ex-director de campanha da candidatura de Cavaco Silva à presidência da República, actual mandatário nacional de Marques Mendes na corrida à liderança do PSD, e CEO da Logoplaste, Alexandre Relvas, entrou para 85.ª posição, com uma riqueza estimada de 126,7 milhões de euros. Enquanto a família Botton, que controla 70% do capital da Logoplaste, se estreia no 24.º lugar com um património de 295,7 milhões de euros.

PUB

Os fundadores da marca de vestuário Salsa, a família Vila Nova, estão pela primeira vez no grupo dos 100 mais ricos, com uma entrada directa para a 52.ª posição e uma fortuna de 208,7 milhões de euros. O grupo dos 11 "novos ricos" é responsável por um património de 1,9 mil milhões de euros.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG