pais

Clientes do casino com regras na roupa

Clientes do casino com regras na roupa

A administração do Casino da Figueira da Foz impôs um código de indumentária aos seus clientes.

De acordo com Manuel Neto, director do Serviço de Jogos do Casino da Figueira, a medida deverá entrar imediatamente em vigor e determina que os clientes não podem entrar sem ser com uma indumentária "apropriada", isto é, devidamente vestidos e não à vontade.

"A partir deste momento serão criadas regras para implementar essa norma e serão expostas na entrada no casino e em todos os locais possíveis para avisar os clientes", revelou Manuel Neto, ontem, durante uma conferência de Imprensa de apresentação da programação da Primavera do Casino da Figueira.

A norma visa devolver ao espaço o "charme que foi apanágio no passado". "Tem sido para nós um pouco chocante as reclamações, por parte de clientes, que não digerem bem a forma como muita gente de apresenta vestida neste casino", reforçou o director.

Apesar da legalidade da directriz, que poderá levantar polémica, a administração do casino considera que se pretendem evitar "comportamentos extremos na forma de vestir" dos seus clientes.

"A medida é extensível a toda a estrutura casino", disse Domingos Silva, director-geral do espaço, recusando-se a revelar quais os critérios de interdição.

Contudo, o JN apurou que, a partir de agora, será proibido entrar no casino de chinelos de dedo, calções de praia, bermudas e de camisolas de cavas.

"Estamos atentos às tendências da moda mas, por respeito a todos os clientes, não devemos consentir que se baixe de um determinado patamar de apresentação", rematou Domingos Silva.