etcetera

Elenco de luxo marcou último dia de Portugal Fashion

Elenco de luxo marcou último dia de Portugal Fashion

Já passava das 22 horas de ontem quando a colecção futurista da dupla Pedro Waterland abrilhantou a etapa derradeira do Portugal Fashion, repetindo a boa impressão trazida do Prêt-à-Porter de Paris.

Um rol de propostas bastante eclético, com detalhes rebuscados nos anos 40 e 50, o fulgurante pós-guerra. Os plissados e as próprias cores usados remetiam para um jogo de pormenores e as riscas nos vestidos ofereciam movimentos às peças. A versatilidade surgiu nos fechos metálicos usados e que fazem fervilhar a imaginação. As sedas contrastaram com as peles e o comprimento dos vestidos contrariou tendências passadas em desfiles anteriores, apresentando-se abaixo do joelho.

Antes, Marco Mesquita confundiu a plateia misturando o tribal com o clássico, num resultado pouco conseguido e que acabou por desiludir.

A colecção de sapatos de Luís Onofre por si só já valia a qualidade do espectáculo, mas o styling excedeu todas as expectativas. "Fantástico" foi o adjectivo mais ouvido na plateia extasiada que, anteontem, admirou o "Metallic Look". O "styletto" , em versão plataforma, destacou-se, assim, com as novas formas das botas "horse riding". "Tentei puxar o melhor da mulher com os saltos altos. Aliás, as mulheres se soubessem a sensação que um salto alto provoca no homem, andavam todas de salto", explicou o designer de Oliveira de Azeméis. As propostas foram todas "inspiradas num autor suíço, Giger, um neo- surrealista. Peguei na parte metálica das criações dele". Dividida em dourado/prata, vermelho e preto com peles que mais se assemelhavam a metal - num resultado estudado pelo atelier de Onofre - todos os quadros transpareceram sofisticação e luxo dirigido a mulheres determinadas e com um poder de comparar médio/alto. Aos sapatos e botas juntaram-se peças de bijuteria com cristais swarovsky sempre marcantes nas criações Luís Onofre.

A noite de domingo terminou com as propostas da indústria. Osvaldo Martins assinou a colecção da Id Values baseado em looks vintage, combinados com detalhes e cores inspiradas nas fardas militares e nos uniformes de trabalho.

A taróloga Maya abriu o desfile da Acetato, marca para quem Zé Manel, vocalista dos Fingertips, desfilou. O espírito " old school & tradicional tailoring" chegou com a Tom Maso, enquanto a Hermar mostrou o lado prático da vida. Isaurinha, Pimpinha e Cinha Jardim apresentaram os modelos da Concreto . A sobriedade seguiu-se com Paula Borges by Lúcia Borges. A fechar o dia de moda no CACE Cultural no Porto, Merche Romero - novamente de cabelo comprido, mas ruiva- brilhou com as roupas da X & Y Couture by Luís T .

Mais moda na Alfândega

O Portugal Fashion terminou ontem, mas a moda continua na Invicta. Depois do CACE, as tendências mudam de cenário e, hoje amanhã, apresentam-se no Edifício da Alfândega onde, em simultâneo, decorre a 29º. Edição do Modtíssimo e o 2ª. BRAND^UP - iniciativa também da responsabilidade do Portugal Fashion. Neste showroom estarão expostos artigos de vestuário, calçado e acessórios produzidos por empresas nacionais, bem como propostas de diversos criadores de moda portugueses, complementando assim a vertente passarela.

A organização do Modtissimo é da Associação Selectiva Moda, constituída pela ATP - Associação Têxtil de Vestuário de Portugal - e pela ANIL - Associação Nacional da Indústria de Lanifícios - e conta com a parceria pública do ICEP Portugal. Aqui, no mesmo espaço, é apresentado o melhor da oferta nacional a nível de tecidos, acessórios para confecção, confecção (especializada em Private Label), têxteis do futuro, acessórios de moda e serviços co-relativos e também integra a primeira Fashion Week portuguesa.