lusa

Madeira Alberto Joao Jardim trinta anos a presidir os governos regionais da Madeira

Madeira Alberto Joao Jardim trinta anos a presidir os governos regionais da Madeira

Funchal, 18 Jun (Lusa) - O líder do PSD/M, Alberto João Jardim, toma hoje posse como presidente do X Governo Regional da Madeira depois de ter conquistado, a 06 de Maio, a sua nona vitória consecutiva em eleições legislativas regionais.

Jardim provocou este processo eleitoral ao apresentar, a 19 de Fevereiro, o pedido de demissão do cargo de presidente do Governo Regional que exercia há cerca de 30 anos, sendo a primeira vez que não levou um mandato até o fim.

A demissão foi motivada pela aprovação, por proposta do Governo de José Sócrates, da Lei de Finanças Regionais.

No acto eleitoral realizado a 06 de Maio, Jardim conseguiu reforçar a maioria social democrata na Madeira, alcançando 64,20 por cento dos votos expressos, o que permitiu uma representação 33 deputados, num total de 47 parlamentares de sete forças políticas diferentes .

Jardim é fundador e líder do PSD-Madeira desde 1974 e chefia o executivo madeirense desde 1978.

Alberto João Cardoso Gonçalves Jardim, nascido a 04 de Fevereiro de 1943, é licenciado em Direito pela Universidade de Coimbra.

Foi professor dos ensinos técnico e secundário, director do Centro de Formação Profissional da Madeira e jornalista profissional, tendo sido director do matutino regional Jornal da Madeira.

Durante o cumprimento do serviço militar, Jardim foi oficial de acção psicológica no Estado-Maior do Exército, em Lisboa e no quartel-general da Madeira.

Em termos de cargos europeus, desde 1978 que é membro do congresso dos Poderes Locais e Regionais do Conselho da Europa, presidindo à delegação portuguesa.

De 1978 a 1996 foi presidente da Conferência das Regiões Periféricas da UE, do qual é chefe honorário.

O líder insular foi igualmente co-fundador da Assembleia das Regiões da Europa e é, presentemente, vice-presidente do Partido Popular Europeu.

Jardim foi empossado a 16 de Novembro de 2004 como presidente do IX governo madeirense, na sequência de mais uma vitória nas eleições legislativas regionais que aconteceram a 17 de Outubro desse ano, tendo reconduzido na altura todos os elementos do seu anterior executivo.

No X governo regional, apenas se regista uma saída, a de João Carlos Abreu, que abandona a pasta do Turismo, sector que esteve nas suas mãos cerca de 30 anos.

João Carlos Abreu, com 70 anos, pediu para abandonar o executivo, sendo substituído por Conceição Estudante que transita da secretaria regional dos Assuntos Sociais, pelo que a única novidade no novo elenco governativo madeirense é Francisco Jardim Ramos, um médio especialista em geriatria que vai ficar à frente do sector da saúde.

EC/AMB.

Lusa/Fim

ver mais vídeos