desporto

Vitória com dedicatória anunciada

Vitória com dedicatória anunciada

"Épara o meu avô". Para Jorge Jesus, treinador do Belenenses, a vitória na Taça de Portugal já tem dedicatória anunciada. O técnico nunca escondeu um carinho especial pela prova e, após a meia-final ante o Braga, explicou a razão de um sonho de uma vida.

"Em 1967, estava ao lado do meu avô na final da Taça entre o Vitória de Setúbal e o Braga (os sadinos venceram por 3-2). Quando estava 2-2, o meu avô sentiu-se mal e morreu ao meu lado", recordou, emocionado. Desde então, estar presente no Jamor tornou-se uma "missão" para Jorge Jesus. Tudo para homenagear o avô.

Mas essa não é a única razão. O treinador dos azuis do Restelo personifica a "festa da Taça". Jorge Jesus não perde uma final e o dia começa bem cedo na mata do Jamor, no convívio com os amigos de longa data.

Do outro lado, a Taça de Portugal também tem significado especial para Paulo Bento. Como jogador, o actual treinador do Sporting venceu por três vezes a competição em outras tantas finais no Estádio Nacional. E sempre com clubes diferentes.

A primeira aconteceu na época 1989/90, ao serviço do Estrela da Amadora. Após um empate na final (1-1), Estrela e Farense voltaram a encontrar-se na finalíssima e a formação da Reboleira venceu... com um golo de Paulo Bento, então com 20 anos.

Seis anos mais tarde, na temporada 1995/96, o treinador venceu pela segunda vez o troféu, desta vez, ao serviço do Benfica, ante o Sporting. A última vitória no Jamor aconteceu em 2001/02, de leão ao peito, ao vencer o Leixões, em ano de dobradinha, depois de o Sporting ter conquistado o campeonato.

Hoje, Paulo Bento tenta a quarta vitória no Jamor, a primeira como treinador.

Cantor

"Não devo ir ao Jamor, porque não consegui bilhete, mas ainda vou tentar! Acredito numa vitória do Belém. O 1-0 chega. O Belenenses é um exemplo para o futebol português."

Fadista

"Vou ao jogo com alguns netos e filhos e desejo uma vitória do Belenenses. O 1-0 chega e arrisco no Zé Pedro como marcador."

Actor

"Vou ao Jamor com um grupo de amigos, todos do Belenenses. O resultado ninguém sabe, nem o Papa! Mas tenho esperança e o Belenenses precisa desta taça."

Cantor

"Não vou ao Jamor. É daqueles jogos em que não há favoritos. Que seja um bom jogo, entre equipas com carisma, tradição e riqueza histórica."

Actor

"Não vou ao estádio, porque não consegui bilhete. O resultado pouco interessa, desde que o Sporting ganhe! Pelo que fez esta época, não vai dar hipótese! Espero muitos golos."

Actor e apresentador

"Vou ao Jamor com um colega do Belenenses e ninguém vai estar sozinho, porque o estádio vai estar repleto. Não sou bruxo, mas quero que o Sporting ganhe."

Apresentador

"Não vou ao Jamor, mas vou ver na TV. Como se provou no último fim-de-semana, o Sporting está a jogar muito bem e vai ganhar. Espero que se viva o clima da Taça."

Médico

"Vou com a família e com amigos ao Jamor. O Sporting vai ganhar e, para variar, o Liedson vai marcar."

ver mais vídeos