cultura

Ler Devagar abriu uma nova livraria

Ler Devagar abriu uma nova livraria

A"Ler Devagar" abriu ontem uma nova livraria, na Rua da Rosa 145, no Bairro Alto. Neste local, os responsáveis deste singular espaço cultural, aberto até altas horas da madrugada, pretendem reactivar as conferências, encontros e debates que, durante seis anos, foram a imagem de marca nas instalações que lhe tinham sido cedidas da Rua de S. Boaventura e que foram obrigados a abandonar em 2005.

A "Ler Devagar", recorde-se, está também instalada na ZDB (Galeria Zé dos Bois), situada no Bairro Alto, muito próxima da nova loja.

A nova livraria tem uma área de 80 metros quadrados onde os responsáveis pretendem "relançar os debates, os lançamentos, de livros, as conversas e criar duas ou três áreas específicas com livros dedicados à filosofia, à ficção e à arqueologia ", adiantou José Pinho, fundador do espaço. Ao mesmo tempo, garantiu, "manteremos na ZDB uma livraria com áreas dedicadas à arte, à poesia e à música. Ao contrário do que tem vindo a ser a nossa linha de acção na nova livraria, além dos fundos de catálogo vamos também ter muitas novidades editoriais".

Recorde-se que o sucesso do projecto é também explicado na abertura a horários pouco habituais para uma livraria (funciona às quartas entre as 18 e a meia-noite e sextas e sábados o horário prolonga-se até às 2 horas). Já na próxima quarta-feira, às 18 horas, as sessões de "Poesia Vadia" estão de regresso.