ultimas

Votaram mais milhão e 100 mil pessoas do que em 1998

Votaram mais milhão e 100 mil pessoas do que em 1998

O terceiro referendo nacional, que hoje consagrou o "sim" à despenalização da interrupção voluntária da gravidez (IVG), com 59, 25 por cento, mobilizou mais 1.142.110 votantes do que a consulta popular de há oito anos e sete meses e meio.

Segundo dados do Secretariado Técnico dos Assuntos para o Processo Eleitoral (STAPE), houve um total de 3.851.613 votantes, face aos 2.709.503 da consulta popular de 28 de Junho de 1998, também sobre a despenalização da IVG, contribuindo para tal a não existência de qualquer boicote nas 4.260 freguesias e um acréscimo de cerca de 304 mil eleitores inscritos.

Hoje, o "Não" obteve 40,75 por cento de votos, ao contrário do referendo anterior sobre o mesmo assunto, quando venceu com 50,07 contra 48,28 a favor d o "Sim".

A abstenção voltou a ultrapassar metade dos votantes, com 54,46 por cento, tornando esta terceira consulta popular num referendo não vinculativo, e registaram-se ainda 1,25 por cento de votos brancos e 0,68 por cento de votos nulos.

Em 1998, o número de abstencionistas foi de 60,1 por cento, enquanto em 8 de Novembro do mesmo ano, numa chamada às urnas sobre o projecto de regionalização, a abstenção ficou-se por 51,8 por cento.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG