lusa

Paquistão : Manifestantes, entre os quais advogados, espancam ex-ministro

Paquistão : Manifestantes, entre os quais advogados, espancam ex-ministro

Lahore, Paquistão, 08 Abr (Lusa) - Uma multidão de manifestantes, entre os quais advogados, espancou hoje um antigo ministro e aliado do presidente Pervez Musharraf, o que levou à demissão de um dos advogados responsável pelo movimento pró-democracia, segundo as televisões locais.

Dezenas de advogados concentraram-se em Lahore (Leste) à volta do antigo ministro dos Assuntos parlamentares, Sher Afgan Niazi, que foi depois arrastado pela multidão, socado e pontapeado antes de ser colocado numa ambulância pela polícia, mostraram as imagens das cadeias de televisão.

Niazi foi de seguida conduzido ao hospital.

Este incidente ilustra as tensões que reinam no Paquistão depois da vitória da oposição nas legislativas de Fevereiro.

Depois disso, Aitzaz Ahsan, o presidente da associação da vara do Supremo Tribunal e principal apoio do antigo presidente desta instância, Iftikhar Muhammad Chaudhry, anunciou que se demitia.

"Decidi demitir-me e lamento a presença de advogados no local onde Sher Afgan Niazi foi maltratado e espancado", disse durante uma conferência de imprensa depois de ter tentado auxiliar Niazi.

Ahsan foi também criticado pela polícia por não ter garantido uma segurança suficiente.

"O presidente Pervez Musharraf condena firmemente o acto de hooliganismo cometido em Lahore durante o qual um político experimentado e também ministro federal, Sher Afgan Niazi, foi brutalmente agredido e tratado de forma desumana", declarou o porta-voz de Musharraf, o general na reserva Rashid Qureshi.

TM.

Lusa/Fim