Exclusivo

2022 pode ser um festival. Pode mesmo?

2022 pode ser um festival. Pode mesmo?

Verão promete perto de 20 grandes eventos musicais. A bola está do lado da covid-19.

As interrogações com que se chega a 2022, no que diz respeito aos espetáculos que poderão passar pelos palcos portugueses, em pouco diferem do contexto de 2021. Haverá mais cansaço com a situação pandémica. Menos ilusões em relação a um regresso expedito e integral à realidade dos eventos musicais que se conhecia antes da covid-19. Adaptação progressiva a um cenário de agendas de espetáculos que podem ser alteradas até ao último instante, com a consequente aquisição mais tardia de bilhetes que, por sua vez, reforça a incerteza de resultados para promotores e artistas. E, claro, a expectativa de que o novo ano possibilite, sem jogar à roleta russa com a saúde, o retorno das digressões e dos eventos em grande escala.

Verão antecipado

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG