Exclusivo

62 anos de trabalho doados e avisos dados à Governação

62 anos de trabalho doados e avisos dados à Governação

Cinco anos da Casa da Arquitetura: Manuel Correia Fernandes e família de Fernanda Seixas doaram coleções.

"A arquitetura está em perigo de apagamento". A frase do arquiteto Manuel Correia Fernandes foi dirigida ao ministro da Cultura, Pedro Adão e Silva, na cerimónia em que doou "62 anos de trabalho como arquiteto" à Casa da Arquitetura, em Matosinhos, ontem à tarde. No evento, inserido no programa de celebração dos cinco anos da instituição, foi também doado, pela família, o espólio da arquiteta Fernanda Seixas, uma das primeiras mulheres portuguesas a ter um gabinete em nome próprio.

Continuando na sua alocução perante uma plateia de centenas de pessoas, muitas a assistir em streaming no exterior da sala, Manuel Correia Fernandes, que foi também diretor da Escola de Belas Artes e da Faculdade de Arquitetura da Universidade do Porto, vereador do Urbanismo e parte da equipa da Porto 2001-Capital da Cultura disse que "a arquitetura é um bem cultural e de interesse público e talvez a mais antiga das Belas Artes", acrescentando que "não pode ser tudo reduzido a números".
casa do artista avança

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG