Sugestões

A frescura da Vidigueira

Dois vinhos que refletem a exuberância e equilíbrio do seu terroir de origem

A Vidigueira é uma das mais antigas regiões produtoras de vinho em Portugal. Por altura do século VII a. C. os Fenícios, no seguimento do estabelecimento de novas rotas comerciais, criaram entrepostos e pequenos povoamentos na Península Ibérica e com eles trouxeram a cultura da vinha. Mais tarde, foram os Romanos os responsáveis pela produção de vinho em grande escala. As ruínas de S. Cucufate, em Vila de Frades, Vidigueira, são disso testemunho. Nelas podemos encontrar vestígios da atividade agrícola desenvolvida pelos Romanos que a habitaram desde o século I até ao século IV. Trata-se de uma antiga "Villae" agrícola onde ainda hoje podemos admirar as áreas sociais e privadas da habitação, assim como as dependências agrícolas onde estão expostos vestígios da produção e armazenamento de vinho a uma escala comercial.

Apresento-vos um vinho branco e um rosé que partilham entre si a origem. Produzidos na Herdade do Sobroso, Vidigueira, nas margens do rio Guadiana, bem perto da barragem de Alqueva, são vinhos que refletem o terroir de origem e expressam a frescura natural que as vinhas lhes conferem.

Herdade do Sobroso Reserva | Branco | 2019

Elaborado a partir da casta Antão Vaz, a variedade de uva autóctone da Vidigueira, este vinho apresenta uma bela cor clara, aroma intenso e frutado, muita frescura e um equilíbrio em boca capaz de lhe permitir acompanhar todo o tipo de pratos de peixe e marisco.

Cellar Selection Syrah | Rosé | 2019

Fresco, atraente e exuberante, com uma bonita cor rosa claro, mostra a sua frescura logo no aroma, onde predominam notas de framboesa e fruta tropical. Apresenta final de boca prolongado e intenso. Perfeito para acompanhar massas, saladas e mariscos.

PARA A SEGUNDA SÉRIE DESTA RUBRICA, O JN DESAFIA OS PRODUTORES A APRESENTAREM OS SEUS VINHOS

Outras Notícias