Arte do Dia

A princesa das artes

Há 24 anos, dois mil milhões de pessoas reuniram-se em frente à televisão para assistir ao funeral de Diana, princesa de Gales, que decorreu em Londres, com mais de um milhão de pessoas nas ruas.

Em Portugal houve uma transmissão em direto de quase três horas do funeral.

Este evento trágico deu origem a um dos momentos mais icónicos da cultura popular, quando Elton John, amigo pessoal de Diana, reescreveu a letra da sua música "Candle in the wind", dedicada a Marilyn Monroe. Assim surgiu "Goodbye English rose", uma homenagem à amiga que o músico tocou na Abadia de Westminster.

PUB

"Goodbye England's rose

May you ever grow in our hearts

You were the grace that placed itself

Where lives were torn apart

You called out to our country

And you whispered to those in pain

Now you belong to heaven

And the stars spell out your name "

Mas, nem toda a arte feita sobre a princesa de Gales foi tão consensual. Uma das mais polémicas teve o seu auge o ano passado. A artista Stella Vine fez uma das pinturas mais controversas dos anos 2000: "Hi Paul, can you come over? I'm really frightened" ("Olá, Paul, pode vir aqui? Estou com muito medo").

A frase que dá o nome à pintura está a vermelho e refere-se a um diálogo entre DIana e o mordomo, Paul Burrell. Os lábios da princesa estão manchados de batom ou de sangue. Quando se tornou pública, os críticos de arte arrasaram-na dizendo que "a qualidade técnica era péssima e desonrava Diana".

O egocêntrico milionário e colecionador de arte britânico Charles Saatchi não concordou e, ao ver a pintura numa galeria, comprou-a por 600 libras (à volta de 699 euros). Este gesto fez de Stella Vine a nova "it girl" e a sua pintura "má" passou a ser icónica na arte contemporânea.

A Galeria Saatchi tem várias obras sobre a princesa. Podem ser visitadas digitalmente aqui. Na galeria existem várias reinterpretações de Diana. Numa delas aparece como a Branca de Neve, condenada pela Rainha Malvada.

No festival de Veneza vai ser apresentado o filme "Spencer", em que Kristen Stewart vai interpretar princesa Diana. O filme só deverá ser lançado em novembro e tudo o que se sabe é que gira em torno de três dias na década de 1990. O filme que leva o nome de solteira da princesa é dirigido por Pablo Larraín.

Aqui pode ver o trailer :

Quando alguém morre, há sempre o problema das reinterpretações. As pessoas deixam de ser o que pensavam e o que sentiam e passam a ser o que os outros presumem que elas achavam e sentiam. Mas nada como assistir ao documentário lançado o ano passado, "Princess Diana: In her own words":

Aqui também pode assistir a um documentário sobre porque se tornou esta mulher um ícone da moda:

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG