Premium

A traumática história de um divórcio

A traumática história de um divórcio

É irresistível recorrer a Tolstoi e ao início de "Anna Karénina" quando o assunto é o fim de um casamento, mesmo arriscando a heresia de trocar as palavras ao escritor russo. Não é a felicidade, antes a infelicidade, o que provavelmente torna cada uma das famílias igual a todas as outras.

"Marriage story", que estreia esta sexta-feira no Netflix, aborda a dissolução de uma parceria feliz e arranca com as particularidades que marido e mulher apreciam um no outro. Charlie (Adam Driver) e Nicole (Scarlett Johansson), pais de um rapaz de oito anos, tentam agarrar-se ao que lhes resta para manter positiva uma ligação que está a chegar ao fim.

O filme de Noah Baumbach, realizador indie que tem feito carreira de sucesso a construir histórias sobre personagens "cool" em autoconsumo e a debater-se contra os muros que a realidade lhes impõe ("Lula e a Baleia", "Greenberg", "Frances Ha"), não é de todo a história de um casamento que o título diretamente sugere. Ou então é: o colapso da vida a dois é sempre o resultado de uma construção.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG