Premium

Ainda há vida para os livros nas bibliotecas

Ainda há vida para os livros nas bibliotecas

Os outros atrativos são imensos, as possibilidades para usar o tempo de lazer são cada vez maiores, mas, ainda assim, as bibliotecas vão resistindo.

Os dados de 2017, os últimos a serem compilados pela Direção-Geral do Livro, dos Arquivos e das Bibliotecas (DGLAB), dizem que o total de utilizadores ativos das 303 bibliotecas nacionais é superior a 1,5 milhões, "resultados muito agradáveis", segundo a avaliação de Bruno Eiras, diretor da DGLAB.

O número "está em crescendo", assume o responsável, ajudado também pelo fator digital. "As bibliotecas são o último serviço público com acesso gratuito à Internet", mas, ainda assim, o investimento em serviços não diretamente relacionados com os livros - leitura de jornais, Internet ou atividades didáticas - está a ter o efeito de trazer público e direcioná-lo para os livros.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG