O Jogo ao Vivo

ilustração

André Lemos expõe em mostra colectiva nos Estados Unidos

André Lemos expõe em mostra colectiva nos Estados Unidos

O ilustrador André Lemos é o único português que marcará presença numa exposição colectiva de banda desenhada que inaugura em Março nos Estados Unidos, disse à agência Lusa Pedro Moura, um dos comissários da mostra.

"Impera et Divide" estará patente entre 06 de Março e 25 de Abril na Second Street Gallery, em Charlottesville (Virgínia), e recupera uma exposição que foi concebida inicialmente para o Festival Internacional de Banda Desenhada da Amadora (FIBDA).

Pedro Moura, estudioso de banda desenhada, foi convidado em 2007 para comissariar uma exposição para o FIBDA com autores de todo o mundo cujo trabalho transgredisse as fronteiras da banda desenhada e evidenciasse uma experimentação desta arte.

Intitulada na altura "Divide et impera", a mostra revelou o trabalho de Frédéric Coché (França), Fábio Zimbres (Brasil), Ilan Manouach (Grécia), Aerim Lee (Coreia do Sul) e Warren Craghead III (Estados Unidos).

Dois anos depois, Warren Craghead III manteve-se em contacto com Pedro Moura e foi sugerida uma itinerância internacional da exposição, mas reformulada com dois novos autores: Andrei Molotiu (Alemanha) e o português André Lemos, que marcará presença em Charlottesville.

"Os autores que se reúnem nesta exposição aproximam-se não por aspectos superficiais de estilo ou de temas, muito menos por critérios políticos como a nacionalidade ou outros. O que os une é um princípio abstracto, conceptual, teórico: o da desagregação", escreveu Pedro Moura na nota de intenções.

André Lemos foi escolhido por ser o que "tem feito banda desenhada mais experimental" entre os portugueses, explicou Pedro Moura.

Nascido em Lisboa em 1971, André Lemos tem trabalho editado em publicações como Bíblia, Mutate & Survive, Público, Umbigo, e dirige a editora independente Opuntia Books.