Festival de Jazz

Andy Sheppard dá concerto e masterclass em Aveiro

Andy Sheppard dá concerto e masterclass em Aveiro

O "Campus Jazz - Festival de Jazz da Universidade de Aveiro" arrancou esta sexta-feira, Dia Internacional do Jazz, e decorre até 11 de setembro. Haverá concertos de músicos nacionais e internacionais, entre os quais o do saxofonista inglês Andy Sheppard.

Depois da sessão de abertura, que decorreu com transmissão online, o festival prossegue a 13 de maio. Às 15.30 horas, no Edifício da Reitoria da Universidade de Aveiro (UA), terá lugar uma apresentação de escolas de música convidadas. Nesse mesmo dia, às 17 horas, no mesmo local, uma mastercass com Andy Sheppard, um dos mais conceituados saxofonistas da Europa. É também o músico britânico que sobe a palco no dia seguinte, 14 de maio, acompanhado pela Orquestra de Jazz da UA.

"Os músicos representam uma das classes profissionais mais penalizadas neste processo de retenção da convivialidade causado pela pandemia. Temos de pensar em recomeçar devagar e abrir alguma luz para um futuro menos sombrio", adianta Susana Sardo, professora do Departamento de Comunicação e Arte, para justificar a decisão da UA de avançar com o festival ainda em tempo de pandemia.

"A UA tem o privilégio de ter sido pioneira na performance e nos estudos de jazz em Portugal e, portanto, não deve, nem pode, deixar de alimentar e de amplificar as redes que vêm crescendo desde 2007, quando fundámos o Centro de Estudos de Jazz", sublinha a também coordenadora do polo do Instituto de Etnomusicologia - Centro de Estudos de Música e Dança.

No que diz respeito aos concertos - todos, à semelhança do de Andy Sheppard, com um custo de sete euros -, estão previstas as atuações de LAN Trio (28 de maio, Casa da Cultura de Ílhavo), de Oxy Patina IV (12 de junho, espaço exterior da Biblioteca da UA) e de Kintsugi (11 de setembro, Edifício da Reitoria da UA).

Em relação às atividades de frequência gratuita, o programa tem agendadas a apresentação de escolas convidadas e a masterclass com Andy Sheppard (a 13 de maio), o concerto do Combo de Jazz do Mestrado em Música da UA (1 de junho) e as Jazz Talks - Congresso Internacional de Jazz da Unversidade de Aveiro (11 de setembro).

"O Campus Jazz é um salto em frente, uma janela de otimismo para que o jazz possa voltar a soar nos nossos campi e para que músicos e investigadores possam voltar a sonhar", refere Susana Sardo.

PUB

Academia pioneira no jazz

A UA foi a primeira universidade portuguesa a incluir o jazz como possibilidade de formação dos seus estudantes de pós-graduação, quer no âmbito de performance quer dos estudos de jazz.

O primeiro caso foi a colaboração do pianista Mário Laginha, desde 2006, como coorientador de Luís Figueiredo, numa tese de doutoramento sobre pianistas de jazz em Portugal, apresentada em 2016.

"Mário Laginha orientava toda a componente prática da tese, ao mesmo tempo que oferecia à UA um conjunto de "masterclasses" sobre piano jazz, dirigidas a outros estudantes. A componente científica do trabalho era orientada por um docente da UA. E assim foram crescendo a formação artística e a investigação em jazz, na nossa universidade", recorda Susana Sardo, para contextualizar a ligação da academia à música jazz, na qual continua a apostar.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG